COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

Deficit nulo é desenvolvimento

Brasília — Enviando ao Congresso a proposta orçamentária para 1975 e o projeto de orçamento plurianual de investimentos, o Governo acentua que a proposta para o próximo exercício prevê deficit nulo. Diz o Ministro Reis Veloso, experimentado e competente elaborador de orçamentos, que o Brasil será, em 1975, o único país importante a não ter deficit no seu orçamento. As prioridades de ambas as propostas, destacadas aliás do Plano Nacional de Desenvolvimento-II, referem-se à Agricultura, à Educação, à Saúde e à Ciência e Tecnologia.

Através das dotações para a Agricultura, espera o Governo obter da ampliação da nossa área agriculturável e da melhoria da produtividade dos campos recursos para financiar as despesas com a importação de petróleo e outros itens que passaram a pesar excessivamente sobre o orçamento das despesas. Nossas necessidades de matérias-primas minerais e de insumos básicos industriais seriam cobertas substancialmente por um esforço para suprir de alimentos [...]
01/09/1974

"Sou apenas um pobre nordestino perseguido pela diversidade" (frase predileta)

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao metre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]