COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

Costa e Silva quer fazer tudo com Castelo

BRASÍLIA (Sucursal) — A primeira atitude política do General Costa e Silva logo após desembarcar no Rio de Janeiro foi telefonar para o Marechal Castelo Branco e tranqüilizá-lo: "Eu não sou criança, farei tudo de acordo com você”.

O Ministro da Guerra prontificou-se a vir já a Brasília, se o Presidente considerasse necessário, mas, como se sentia cansado e doente, disse que preferia vir na próxima quarta-feira, depois do carnaval, sugestão com a qual concordou imediatamente o Presidente da República.

Deu, assim, o Ministro da Guerra o primeiro sinal de que procurará, antes de mais nada, compor-se com o Presidente Castelo Branco, deixando as demais hipóteses, examinadas e sugeridas pelo seu estafe, para consideração posterior, ou seja, para o caso de não progredirem satisfatoriamente seus entendimentos com o Chefe do Governo.

Essa orientação inicial do General Costa e Silva lhe trará dificuldades imediatas com a linha dura e todo o grupo [...]
18/02/1966

"Evidentemente nem a ARENA nem o MDB são Partidos políticos"

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao mestre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]